CNH Social – Inscrições para Carteira de Motorista Grátis

Se você sonha em abandonar o ônibus de vez, conseguir uma carteira de motorista e até mudar de vida, essa pode ser a sua chance! Chegou a modalidade CNH Social no Detran! Se você quer começar o ano empregado como um motorista particular ou como um Uber ou 99, não deixe de ler.

Quem já procurou saber sobre o custo de tirar uma CNH, provavelmente deve ter levado um susto daqueles e desistido na hora.

Agora, se você não é familiarizado, a notícia também não é boa porque o é, literalmente, um furo no bolso que mal pode ser parcelado. A pancada é quase toda de uma vez.

Custos de uma Carteira de Motorista Convencional/Popular

Só os custos com a auto-escola ficam numa média de R$1000,00 a R$1400,00 de região para região.

No entanto, antes de se aventurar e passar o cartão de crédito, será necessário pagar uma taxa ao Detran e pagar uma taxa de exames que precisam ser feitos em instituições vinculadas ao Detran, mas pagos no próprio Detran.

Tomando Alagoas como referência, o valor da taxa do Detran é fixado em R$192,10. No entanto, somam-se a esse valor também o Exame Clínico Médico (R$78,00) e o Exame Psicológico (R$93,00). A soma antes de pagar a auto-escola já é fixada em R$363,10.

Passando no teste e pagando as taxas e o custo da escola, ao término das aulas também pode ser necessário pagar taxas referentes ao início das aulas práticas de direção.

Essas aulas são fotografadas ao longo do percurso por um câmera dentro do carro e seu custo varia entre R$100,00 e R$300,00, a depender da localidade.

E para colocar a cereja no bolo, ao fim de todas as aulas, o Detran solicita o pagamento de uma taxa no valor aproximado de R$74,00 para a realização da prova – a depender da escola, que muitas vezes inclui no valor a primeira prova – e suas repetições, se forem necessárias.

Já deu pra entender que sai muito  caro e, passando de primeira, o custo mínimo para conseguir uma carteira de motorista deve sair em média R$1537,10.

O que é a CNH Social?

A CNH social é uma modalidade relativamente nova que busca abranger as oportunidades das pessoas de baixa renda.

Como deu pra perceber, é muito difícil conseguir juntar um pouco mais de mil e quinhentos reais para esse fim.

Dificilmente, quem paga esse valor consegue também arcar com as despesas de um novo carro, imposto e emplacamento logo de cara, mas, isso é conversa para outra oportunidade.

A CNH Social surgiu como um pedido de socorro às pessoas que não conseguem oportunidade de emprego.

No entanto, desde que se tem notícias, as vagas são limitadas e acabam rapidamente, já que a proposta é  tirar a carteira de graça.

Há poucos dias atrás, inclusive, o Governo do Estado de Goiás aprovou oito mil habilitações sociais. Mas, o tiro pode ter saído pela culatra.

No primeiro dia de inscrição, a Prefeitura recebeu impressionantes vinte mil aplicações e, agora, vai ser necessário deixar critérios mais rígidos para esse fim. Confira a matéria aqui!

Quem pode pedir pela CNH Social?

Como qualquer outro programa social, existem critérios que precisam ser cumpridos a fim de tornar justa toda essa competição pelas vagas. São eles:

  • Você deve ter entre 18 e 25 anos;
  • Deve pertencer à uma família de baixa renda;
  • Cadastro no CadÚnico é obrigatório;
  • Deve ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) no ano vigente ou anterior. A nota pode ser utilizada como critério de desempate.

Como é dividido o programa?

Pelo processo não se assemelhar ao de uma CNH convencional, o programa foi dividido em três modalidades, visando alcançar o máximo de pessoas possível sem prejudicar ninguém:

  • Modalidade Urbana;
  • Modalidade Rural; e
  • Modalidade Estudantil.

Modalidade Urbana

Nessa modalidade, serão aceitos candidatos com idade superior a 21 anos. No entanto, o nível de escolaridade não é empecilho. O requisito mínimo é ter concluído o ensino fundamental.

Ainda, é obrigatório estar inscrito no CadÚnico e morar na área urbana.

Modalidade Rural

Já nessa categoria, é imprescindível apresentar uma Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). No entanto, isso não descarta a necessidade de ser maior de 21 anos e ter cadastro no CadÚnico.

Ainda, também é preciso ter concluído o ensino fundamental e morar em área rural.

Modalidade Estudantil

Por fim, a modalidade estudantil estará disponível para jovens entre seus 18 e 25 anos que tenham cursado o ENEM no ano anterior ou no ano vigente  e finalizado o Ensino Médio em Escola Pública.

Como faço para me inscrever no CNH Social?

Geralmente a Prefeitura divulga entre o fim e o início do ano.

Até agora, sabe-se que essa opção é viável nos seguintes Estados: Acre, Amazonas, Bahia, Maranhão, Pernambuco e Sergipe. Recentemente, foi também viabilizada em Goiás.

Tudo indica que esse é um projeto em ascensão que anda se espalhando por todo o país aos poucos. No entanto, espera-se que os requisitos devam se tornar mais rígidos pela demanda com o passar do tempo.

Mas e aí? Louco para tirar a sua carteira de motorista ou ainda pode esperar mais um pouco?

Veja também:

Deixe um comentário