Enem Seriado – Como vai funcionar?

No início do mês de maio de 2020 (6), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) fez uma nova alteração – que chamou de Enem Seriado – no formato da maior porta de entrada para o Ensino Superior no Brasil: o Exame Nacional do Ensino Médio.

A alteração faz parte de uma nova versão do Sistema de Avaliação de Educação Básica (Seab) que, antes, se restringia ao ensino fundamental e, agora, abrange também o ensino médio.

No entanto, apesar da modalidade ter vindo pra ficar, ela não substituirá o Enem tradicional que já se conhece, diferente da proposta anterior do Enem Digital.

A ideia inicial é fazer os alunos passarem por diversos exames de proficiência ao longo dos anos, visando melhorar a qualidade do ensino prestado nas redes de ensino público.

No entanto, por ser um trabalho a longo prazo, muitos detalhes ainda são questionáveis e não há, ainda, previsão concreta de alguma coisa.

Sistemas semelhantes mostraram resultados a longo prazo em países de primeiro e segundo mundo, o que fizeram o Ministério da Educação apostar no mesmo aqui no Brasil.

Mas, nada garante que a nova proposta possa dar certo.

Sendo assim, o projeto entra como uma espécie de “piloto” agora em 2020 e, de acordo com as projeções do MEC, talvez se institua próximo ao Enem Digital.

Como vai funcionar o Enem Seriado?

Novo Saeb vai trazer a possibilidade do Enem seriado - Hojemais de ...

Enem Seriado – Como vai funcionar? (Foto: Reprodução Enem)

Como dito anteriormente, diferente da proposta do Enem Digital que visa substituir o impresso a longo prazo, o Enem Seriado se estabelece como uma medida complementar.

Através de provas de proficiência no Ensino Médio, o aluno poderá acumular pontos, soma-los e criar uma média de nota a ser utilizada como porta de entrada para o ensino superior, sem a necessidade de prestar o Enem.

A ideia pode reduzir os números durante o exame, mas, quem ainda assim quiser realizar a prova, poderá faze-la sem qualquer problema.

O fato é que o conceito de prova anual pode assustar um pouco e fazer os alunos questionarem suas próprias habilidades, mas, o enem seriado não reprovará o aluno num primeiro momento.

Isto é: inicialmente, quem falhar no exame de proficiência, ainda assim estará apto para seguir ao ano seguinte (levando em consideração as notas durante o ano), até que as provas sejam adaptadas como pré-requisito pelo MEC.

Por hora, essas provas poderão ser encaradas como uma espécie de “jogo de somatória de pontos”.

Atinge o objetivo (entra no curso x ou y) quem somar mais pontos ao longo dos três anos do ensino médio.

A partir de quando começa a valer?

Devido aos acontecimentos recentes, infelizmente, a modalidade não pôde ser implementada agora em 2020, dado o recesso em prol do isolamento social.

A paralisação não só afetou os grupos de estudos e o cronograma da rede pública de ensino, como também dificultou o acesso a recursos e fiscalização da aprendizagem.

Com isso em mente, o Enem Seriado foi postergado para 2021.

Aqueles que iniciarem o ensino médio nesse ano, poderão utilizar as notas dos exames em 2023, ao fim do ensino médio.

Quem tiver boas notas e não quiser optar pelo Enem convencional, poderá faze-lo e ingressar automaticamente nas universidades federais.

No entanto, ainda não se sabe muito sobre como será feito o regime de pontuações ou o processo seletivo entre as instituições levando em consideração o Enem Seriado.

Essas informações ainda não foram bem elucidadas pelo Ministério da Educação que, atualmente, preocupa-se com o possível adiamento ou cancelamento do Enem como um todo.

O que vai cair na prova?

Outra dúvida importante a respeito do Enem Seriado é sobre os temas abordados.

Afinal, o Enem é conhecido por abordar todos os temas do Ensino Médio e até revisar outros assuntos importantes de base durante o ensino fundamental.

Para o Enem Seriado, só será abordado o conteúdo relativo ao ano de interesse.

Em outras palavras, quem estiver no primeiro ano do ensino médio realizará uma prova com conteúdo relevante para o ano e lembranças do ensino fundamental.

Da mesma maneira, os outros anos seguirão um padrão interessante até que todo o conteúdo seja, de fato, abordado ao fim do terceiro ano.

Ainda, para aqueles preocupados com a modalidade da prova, ela será realizada inteiramente online a partir de tablets fornecidos pela rede pública de ensino.

Através de um programa próprio para a situação, as provas serão realizadas e o resultado abatido em menos tempo para melhor aproveitamento.

Sendo assim, espera-se que os resultados sejam positivos para o primeiro teste.

Ainda, as questões poderão ser interativas ou de caráter evolutivo, a depender da série de avaliação.

Ou seja: a depender do seu desemprenho, as questões mudarão de ordem e a probabilidade de cola será bem menor.

Mas, no geral, nada diferente do que você normalmente teria acesso será abordado na prova.

A ideia mesmo é que os resultados acompanhem o desempenho atual do aluno.

Por isso, serão estudadas opções ao longo desse ano antes da implementação em 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.