Consulta Auxilio Emergencial – Auxilio Emergencial Negado, o que fazer

Desde abril de 2020 o Governo Federal vem disponibilizando um auxílio emergencial para ajudar aquelas pessoas que perderam seus empregos por conta da pandemia do coronavírus, ou que estão desempregados ou os microempreendedores individuais que tiveram sua renda reduzida e precisam de apoio para pagar suas contas, pelo menos até que as coisas se normalizam e a economia consiga se recuperar. 

Entretanto, muitos dos pedidos de auxílio foram negados, por não atenderem aos critérios que são estabelecidos para conseguir essa ajuda financeira. 

Se você quer fazer a consulta do auxílio emergencial e saber o que fazer caso ele seja negado, continue lendo e confira tudo!

Consulta Auxílio Emergencial – Como consultar?

A consulta do auxílio emergencial pode ser feita de duas maneira principais, pelo site da Caixa, onde também é feita o pedido, www.auxilio.caixa.gov.br, ou pelo site do Dataprev, www.consultaauxilio.dataprev.gov.br que é o órgão responsável por avaliar as pessoas que são aptas a receber esse benefício do Governo. 

Para quem vai fazer a consulta no site do Dataprev é possível ver o dia do pedido, o encaminhamento para a análise e o resultado final da solicitação. Porém, caso tenha algum dado faltando ou tenha sido negado não é possível pedir para que seja revisto. 

Já pelo site da Caixa você consegue ver a solicitação, o andamento e caso seja negado pode pedir a revisão e reavaliação por ali mesmo. 

Somente no site da Caixa é possível fazer isso. 

O que fazer se for negado?

Se o auxílio emergencial for negado é possível pedir a revisão para que seja feita uma nova análise. Nesse caso é preciso que você clique em rever dados e então será direcionado para uma nova página. 

Nessa página você deve informar os seus dados pessoais, nome completo, CPF, nome da mãe, data de nascimento, valor da renda mensal, entre outros dados que são pedidos no momento. 

Envie a solicitação novamente, nesse caso seu status volta para “em análise” até que seja reavaliado pelo Dataprev. 

Se o seus dados tiverem dado inconclusivos, no próprio site tem a indicação do que pode ter sido errado e porque não vai aprovado, certifique-se de que você está realmente dentro dos requisitos para receber o auxílio emergencial. 

Quem tem direito ao auxílio emergencial?

Estima-se que milhares de brasileiros se enquadram nos requisitos para receber o auxílio emergencial. Podem solicitar e receber o benefício pessoas como:

  • Desempregados sem renda fixa
  • Microempreendedores individuais (MEI)
  • Quem contribui de maneira independente para a previdência social
  • Trabalhadores informais

Além disso é preciso que a família da pessoa tenha renda de até R$522,50 por pessoa da família ou a renda familiar total que não seja maior que 3 salários mínimo ou o equivalente a R$ 3.135,00 reais por mês.

Não podem receber o auxílio emergencial pessoas que estão trabalhando de carteira assinada, mesmo que sua renda tenha sido reduzida nesse período, ou pessoas que estão recebendo o seguro desemprego ou qualquer outro benefício do INSS. 

Como receber?

Para receber o auxílio emergencial é preciso se cadastrar no aplicativo da CAIXA TEM, onde foram criadas contas poupanças digitais para todos os beneficiados, mesmo aqueles que informaram uma outra conta anteriormente. 

A primeira parcela do primeiro e segundo lote foi paga nas contas pessoais indicadas no cadastro, mas agora todos os novos pedidos e as novas aprovações serão pagas na conta digital. 

A conta é simples de ser usada e você tem direito a um cartão de débito digital que te permite fazer compras online e em lojas credenciadas. Além de poder fazer pagamentos e transferência pela conta. 

 

Deixe um comentário