Como usar o PicPay?

O PicPay é um aplicativo de pagamentos online desenvolvido no Brasil. O sistema nasceu com a proposta de descomplicar transferências de valores entre usuários ou na hora de fazer pagamentos a lojas virtuais ou serviços online.

Apesar dos benefícios, muitas pessoas ainda não conhecem ou não sabem como usar essa opção de conta digital.

Continue lendo este artigo para saber como funciona o PicPay e como você pode começar a pagar contas, fazer transferências e receber dinheiro.

O que é o PicPay?

Lançado em 2012, o PicPay é uma fintech, uma startup desenvolvida para otimizar soluções do setor financeiro e também para introduzir novas soluções. Seu funcionamento é similar ao NuBank, mas com algumas diferenças importantes, o PicPay não funciona como um banco virtual, por exemplo.

O PicPay funciona como uma carteira eletrônica para transferir valores para contatos e fazer pagamentos em estabelecimentos credenciados (à vista ou parcelados). Não há cobrança de juros ou taxas para contas pessoais, no entanto o recebimento de valores é limitado em R$ 800 por mês. 

A versão PRO, voltada para uso comercial, cobra 1,99% por pagamento recebido, mas não limita o volume de dinheiro por mês.

Outro diferencial proposto pela fintech são as vaquinhas ou ainda a possibilidade de rachar a conta, que tornou-se mais simples. O usuário pode tanto manter sua conta no app vinculada a seu cartão de crédito, para fazer pagamentos ou alimentar a carteira com transferências de sua conta corrente.

Como usar o PicPay

Agora que você já sabe o que é o PicPay, está na hora de aprender a usar sua carteira eletrônica. O primeiro passo é criar o seu perfil.

1. Como criar um perfil

  • Baixe e instale o app do PicPay (disponível para iPhone e Android);
  • Abra o aplicativo e crie uma conta;
  • Entre com nome e sobrenome verdadeiros, CPF, data de nascimento, número do celular (o app enviará um código de confirmação), e-mail, nome de conta e senha;
  • Com o cadastro criado, clique em Ajustes;
  • Em Conta Bancária, coloque os dados da sua conta;
  • Em Meus endereços, coloque seu endereço pessoal (necessário em transações que pedem endereço de cobrança);
  • Clique em Carteira, e em Cartões cadastrados, adicione um cartão de crédito.
  • É possível digitar manualmente ou escanear os dados, através da câmera.

E pronto, seu perfil está criado. Fazer pagamentos também é muito simples.

2. Como usar para fazer pagamentos

Para fazer pagamentos e transferências, é preciso primeiro colocar dinheiro na sua carteira eletrônica:

  • Toque em Carteira, e depois em Adicionar;
  • Escolha a forma como deseja acrescentar dinheiro: Boleto Bancário, DOC/TED ou transferência do Banco Original (apenas correntistas);
  • Defina o valor que deseja adicionar, e confirme.
  • Dependendo do método, o dinheiro cairá imediatamente (Banco Original) ou em até dois dias úteis (Boleto Bancário, contados após o pagamento na rede bancária).

Como fazer pagamentos:

  • Clique em Pagar;
  • É possível colocar créditos em carteiras virtuais, e o PicPay é compatível com apps e games como Uber, Steam, Google Play e League of Legends, entre outros;
  • Para lojas, o usuário pode procurar pelo nome da conta ou escanear o código QR;
  • É possível também enviar valores para máquinas Cielo (QR code), recarregar celulares pré-pagos e colocar créditos em bilhetes de transporte público;
  • Para enviar dinheiro a contatos, é só clicar no perfil ou procurar pelo nome;
  • Uma vez dentro de um perfil, defina o valor que deseja enviar e confirme.

E pronto.

PicPay para pessoas jurídicas (Conta PRO)

Profissionais liberais sem ponto comercial fixo, empresas ou estabelecimentos comerciais com pontos fixos de atuação e e-commerces também se beneficiam do aplicativo. Para eles, foi criada a conta PRO.

Freelancers e autônomos dos mais variados segmentos podem receber pagamentos com cartão de crédito, sem precisar alugar maquininha para isso, e ainda têm o valor disponibilizado em sua carteira imediatamente, mesmo se o cliente parcelar a compra.

Estabelecimentos comerciais e empresas com pontos fixos também recebem em poucos cliques os pagamentos, conseguindo controlar em tempo real, via app, todas as transações.

Para os e-commerces, o cliente escolhe o PicPay como forma de pagamento e é direcionado para uma página com um QR code. Então basta abrir o app, escanear o código e efetuar o pagamento normalmente, escolhendo saldo ou cartão de crédito.

Taxas e tarifas

Pensando em quem busca se livrar das tarifas dos bancos, as contas pessoais são gratuitas, livres de taxas e de anuidades para pagamentos e transferências. Somente há o limite de recebimento de R$ 800 por mês quando esses são feitos com cartão de crédito.

Nesse caso, 1,99% são cobrados de quem efetua o pagamento e é proporcional ao valor excedido. Por exemplo, se o valor que você vai receber é de R$ 1.200, a transação é gratuita até R$ 800. A taxa somente incide sobre a diferença.

Essa cobrança já não acontece quando o valor transferido é retirado do saldo que se tem na carteira do PicPay. Para esses casos, não há limites para transações.

O mesmo ocorre quando os boletos são pagos com seu saldo. Mas, se forem pagos via cartão de crédito, incidem 2,99% sobre o valor do boleto, e o parcelamento tem tarifas de 2,99% + 3,49% sobre cada parcela.

Já na versão comercial (conta PRO), como já foi mencionado, são cobrados 1,99% por pagamento recebido, com a vantagem de que não há limite de valores no mês. Aqui, vale ressaltar que os estabelecimentos têm a opção de pagar uma taxa menor, dependendo do tempo que demoram para efetuar o saque.

Benefícios

Entre os fatores que mais atraem os usuários ao PicPay está a facilidade que ele oferece na hora de efetuar pagamentos.

Seu sucesso pode ser relacionado também ao momento que vivemos atualmente, com a presença cada vez mais forte dos bancos digitais e a chegada de novas soluções financeiras on-line. Além disso, o aplicativo está sempre se aprimorando.

Entre suas novidades, estão a possibilidade de usar o PicPay como uma poupança, mas com rendimento maior que o dos bancos tradicionais — ao deixar seu saldo guardado no app, ele rende automaticamente 100% do CDI — e o Cash Back, que é um retorno de 3% sobre os pagamentos efetuados a estabelecimentos com o seu saldo, via maquininha da Cielo.

Em sua mais recente melhoria, o PicPay passou a oferecer aos usuários créditos para utilizarem nos mais variados pagamentos, sem a necessidade de um cartão físico ou mesmo de numeração.

Agora que você sabe o que é PicPay e como ele funciona, deixar de pagar ou receber por não estar com seu cartão ficou no passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.