Como Tirar Foto da Lua

Provavelmente você já tentou tirar foto da Lua e o resultado foi uma imagem escura que não dá para ver nada. Principalmente em dias de Lua cheia ou quando ocorre o fenômeno ‘Superlua’ ou Lua de Sangue é normal que as pessoas queiram registrar o momento.

Para te ajudar nessa missão, nós separamos algumas dicas para que sua foto possa captar, ao menos um pouco, a beleza da Lua.

Tenha em mente que os celulares Android e iPhone possuem recursos nativos que ajudam a melhorar a imagem de acordo com o ambiente em que estão, como o Modo Noite automático dos aparelhos da Apple.

Porém, caso prefira, usar aplicativos também podem proporcionar melhorias à foto, como o Google Câmera e o Night Câmera.

Tirar foto da Lua não é tarefa fácil, então continue lendo para conferir dicas que podem te ajudar.

Dicas para tirar foto da Lua

Confira as principais dicas para conseguir uma foto boa:

1. Use o enxergando no escuro

Em vários aparelhos está disponível a visão noturna, que ajuda em fotos tiradas à noite. No iPhone o recurso é chamado de “Modo Noite” e é habilitado automaticamente quando o sensor do celular detecta dificuldades de “enxergar” a imagem. Isso significa que quando imagens são feitas com a ferramenta ativada, a luminosidade é aprimorada.

2. Não use o zoom da câmera

Por melhores que sejam, as câmeras dos celulares já causam uma boa quantidade de ruído nas fotos tiradas em ambientes escuros. Além disso, elas não costumam ter zoom óptico, que faz com que as lentes se aproximem do objeto que a pessoa quer fotografar.

Sobra o zoom digital. No entanto, quando aplicamos o zoom disponível para tentar capturar a lua mais de perto, isso diminui a qualidade na imagem.

O indicado é não utilizar, ou configurar a menor aproximação possível.

3. Atente-se à exposição, ao ISO e ao obturador

Lembrando que a exposição é a quantidade de luz permitida para passar pelo obturador da câmera. Já o ISO é a velocidade com que o obturador capta a imagem.

Ambos precisam estar alinhados, mas não existe uma exposição correta, já que a configuração vai variar de acordo com a intenção do fotógrafo.

Sobre a entrada de luz na câmera, não é necessária uma abertura tão grande para fotos da lua. O recomendo é mantê-la entre f/8 e f/13.

Sobre o ajuste do ISO, ele precisa estar equilibrado, pois quanto mais alto, mais granulada a imagem, e quanto mais baixo, mais borrada. Dessa forma, vale sempre ir testando conforme o ajuste.

Por fim, o obturador é uma janela dentro da câmera que se refere ao tempo de captura, é ele quem capta a luz – que ajustamos no parágrafo acima. Quanto mais alta (1/250), maior a precisão na foto; quanto mais baixa (1/25), maior probabilidade da captura ser lenta.

Como a Lua está parada, podemos usar um nível mediano. Níveis mais altos são geralmente usados na captura de objetos em movimento, como por exemplo um carro em alta velocidade.

4. Foco na Lua

Como já mencionamos, a lua é um ponto brilhante em um fundo todo escuro. Ao apontar o smartphone para o céu, ele muito provavelmente vai tentar clareá-lo, o que vai saturar a iluminação do astro.

Por isso, antes de fotografar, dê um toque na lua para que a câmera foque nela. O aplicativo já vai fazer um ajuste automático do brilho, mas você também pode arrumá-lo manualmente (usando a barrinha costuma aparecer na tela assim que você define o foco).

5. A câmera deve estar firme

Manter o telefone parado após os ajustes das configurações da imagem é fundamental. Um dos motivos para fotos ruins também é a possível falta de firmeza que naturalmente ocorre nas mãos na hora do clique.

Para ter uma boa foto, é interessante que você possua um tripé ou suporte para auxiliar o registro.

6. Não mire apenas no céu

Como o ideal na hora de fotografar a lua é não usar zoom, uma ideia é brincar com a composição da imagem para enriquecê-la.

Tente posicionar o astro entre prédios, assim fica claro que aquele ponto brilhante é a lua.

7. Apps podem ajudar

Como já mencionamos, usar aplicativos também pode ser uma opção para melhorar as fotos, sejam elas de dia ou de noite.

O pacote do já conhecido Photoshop também oferece ferramentas mais específicas do que as nativas dos celulares e, além disso, permite que você edite a imagem depois com várias opções de filtros, como o queridinho de alguns: HDR.

Gostou das dicas? Deixe o seu comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.