Alexa Amazon – Como funciona?

PUBLICIDADE CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Desde a criação da internet, diversas novas funcionalidades foram inventadas para facilitar o dia a dia dos usuários. Atualmente, uma das mais conhecidas é a Alexa, pertencente à Amazon, uma assistente virtual simples e prática. Através da Alexa Amazon, conseguimos realizar diversas tarefas de forma facilitada e eficiente.

Dados da empresa Ilumeo apontaram que, durante a pandemia da covid-19, o uso de assistentes virtuais cresceu 47% no Brasil. Isso ocorreu devido a praticidade que estes sistemas oferecem, que vão desde buscar informações na web até realizar funções mais complexas, como descongelar o freezer da geladeira, por exemplo.

PUBLICIDADE CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Além disso, com o crescimento das casas inteligentes, é esperado que, no futuro, a maioria das residências conte com sua própria assistente. Neste sentido, pode-se dizer que elas deixarão de ser meras tecnologias assistenciais, e assumiram um papel importante na manutenção cotidiana dos seus usuários. 

O que é Alexa?

Criada em 2014, a Alexa é a assistente virtual da Amazon, introduzida no mercado através da primeira caixa de som inteligente da empresa, a Echo. Diferente de outras assistentes virtuais do mercado, como a Siri da Apple, ou o Google Assistente, a Alexa já veio ao mundo com a missão de ajudar os usuários em tarefas cotidianas e práticas.

Neste sentido, a Alexa é uma assistente conversacional, ou seja, ela consegue compreender o contexto até certo ponto para realizar tarefas. Entre as principais, temos desde configurações de alarmes e chamadas, a informações sobre o clima e o trânsito. Além disso, a Alexa também ficou famosa por ajudar os usuários no manuseio de plataformas de streaming. 

Por outro lado, é necessário pontuar que, por não estar associada a um sistema operacional, a Alexa Amazon é compatível com Android, iOS, Windows e até mesmo alguns consoles de videogame. Além disso, ela pode se conectar a outros dispositivos, como relógios inteligentes, para facilitar o cotidiano dos seus usuários. 

Como funciona a Alexa?

Sendo uma assistente virtual descomplicada, basta uma palavra de ativação para ativar a Alexa e pedir uma tarefa. Na prática, essa palavra de ativação pode ser configurada como “Alexa”, “Echo”, ou “Amazon”. Dessa forma, os microfones do aparelho sempre estão disponíveis para executar os comandos dados pelos usuários.

Sendo assim, para que a Alexa funcione, basta dar uma palavra de ativação simples. Por exemplo, você poderá falar: “Alexa, ligue para Maria”. Ou então, definir um alarme: “Echo, defina um alarme para 8h da manhã”. Por outro lado, também é possível solicitar salvamentos, como “Alexa, salve essa música que está tocando”.

Nestes casos, os pedidos são gravados e enviados aos servidores da Amazon, que rapidamente fazem o processamento da solicitação, depois a devolvendo ao usuário. Por ser completamente virtual, a Alexa funciona de forma rápida e eficiente, com alguns comandos sendo realizados em segundos. 

O que a Alexa consegue fazer?

Por ser uma assistente virtual, é meio óbvio que a Alexa consegue fazer muita coisa. No entanto, a maioria de suas funções ainda é desconhecida por muitas pessoas. Sendo assim, pode-se dizer que ela funciona tanto por comandos de voz, como por interação em aplicativos conectados para otimizar as tarefas. 

Por isso, a Alexa consegue interagir com dispositivos como lâmpadas inteligentes, fogões, geladeiras, fechaduras, controles remotos, TVs, micro-ondas, interruptores, programas de música, termostatos, sensores de movimentos, entre muitos outros.

Inclusive, vale citar que ela também consegue acessar a Amazon. Assim, é possível que você faça compras facilmente no aplicativo da Amazon, seja por comando de voz ou por definições no app.

Além disso, outras empresas também são acessadas pela Alexa. Isso porque a Amazon permite que você peça na StarBucks ou Pizza Hut, por exemplo. Portanto, o que não faltam são opções de uso para a Alexa!

Quais são as principais funções da Alexa?

Como a Alexa é uma assistente virtual, não é difícil perceber que são diversas as tarefas realizadas pro comando de voz. Entre as principais, pode-se citar:

  • Definição de alarmes: “Alexa, marque um alarme para 10h da manhã”;
  • Pedidos na Amazon: “Alexa, compre meias grandes para mim”;
  • Reprodução de músicas: “Alexa, toque samba”;
  • Pesquisas na internet: “Alexa, pesquisa as lojas de roupas mais baratas da minha região”;
  • Acesso a lâmpadas inteligentes: “Alexa, ligue a luz da cozinha”;
  • Informações sobre o tempo: “Alexa, qual a previsão do tempo para a minha cidade?”;
  • Informações sobre o trânsito: “Alexa, quais áreas têm mais trânsito pela manhã?”.

Assim, estas são apenas algumas funções da Alexa, que podem se desdobrar conforme a sua necessidade ou aparelhos conectados para melhorar suas funções.

Como a Alexa ouve nossos comandos?

Uma dúvida comum sobre a Alexa assim como toda e qualquer assistente virtual é como ela ouve. Assim, ela ouve através de um sistema de dois microfones, além de um alto-falante inteligente. Aliás, mesmo que esse sistema seja eficiente, vale citar que a Alexa possui limites de compreensão, ou seja, não adianta falar em ambientes muito barulhentos.

Além disso, vale citar que a Alexa não grava tudo o que você fala. Na verdade, ela apenas interpreta a palavra de ativação, sendo que o que vem depois é costumeiramente enviado à Amazon para análise e interpretação. Contudo, isso é feito de forma tão rápida que parece que ela ouviu realmente o que foi dito. 

Por outro lado, vale citar que, quanto mais atual o seu sistema Echo for, melhor será a compreensão da Alexa. Assim, a Amazon está em busca de novos sistemas offline, para facilitar o acesso à compreensão da sua assistente virtual. Inclusive, esse processo também busca evitar falhas na interpretação da Alexa.

Sendo assim, a Alexa também pode compreender errado o que você disse e isso não é novidade. Durante o seu lançamento, alguns testes foram feitos e, nas análises, percebe-se que a Alexa compreendeu somente fragmentos do que foi dito, ou seja, não captou corretamente a informação.

Por fim, a Alexa também possui um sistema de armazenamento de voz. Através dele, é possível ouvir o seu histórico para saber quais foram os seus últimos comandos. Caso queira aumentar a privacidade da assistente, é possível excluir esse histórico facilmente.