PIX Parcelado – Como Funciona, Como Utilizar?

Que tal fazer um PIX Parcelado? O PIX, sistema de pagamentos criado pelo Banco Central, busca cada vez mais oferecer as melhores funcionalidades aos usuários. Uma das novidades é o PIX Parcelado, que permite aos usuários parcelar os pagamentos via PIX. 

Continue lendo para saber mais sobre a novidade.

O que é Pix Parcelado?

Muito parecido com a  função de um cartão de crédito (ou crediário), o Pix pode ser usado como forma de parcelamento de uma compra, seja ela física ou online.

Nesse caso, não é preciso fazer uma verificação de score ou aprovação de crédito. Tudo irá depender apenas do saldo disponível na sua conta.

Funciona assim: você realiza uma compra e paga parte dela na hora, podendo parcelar o restante para depois. Quando chegar a data dessas parcelas caírem, é preciso que a sua conta tenha o valor necessário para quitar o débito.

E se não tiver dinheiro na conta?

A parcela é debitada da mesma forma, mas a instituição financeira ou o banco do qual você for cliente cobrará o pagamento, além de acrescentar juros ao valor.

Como usar o Pix Parcelado?

Tenha em mente que ainda não é possível usar o Pix Parcelado, já que o lançamento está previsto para o segundo semestre de 2022. Até lá, as condições, regras e como solicitar o serviço ainda devem ser definidas.

PIX Parcelado Santander 

O Santander criou o Divida o seu PIX, uma opção de crédito para transações via PIX que foi disponibilizada no aplicativo do banco. O valor de contratação é de no mínimo R$100 e o máximo está limitado às condições pré-aprovadas para cada cliente. 

Vale ressaltar que o recebedor tem acesso ao valor pago à vista e o comprador pode parcelar o valor em até 24 vezes. O contratante tem ainda 59 dias de prazo para que as parcelas passem a ser debitadas de sua conta. 

É importante destacar que esta funcionalidade possui taxas que partem de 2,09% ao mês e somente pode ser usada por clientes pessoa física do Santander. As transferências, por sua vez, podem ser efetuadas para pessoas físicas e jurídicas. Outro ponto é que a contratação é feita de maneira totalmente digital.

Quando o cliente escolhe a opção PIX e seleciona pagamento ou transferência, o aplicativo Santander mapeia as oportunidades de crédito disponíveis para o cliente. 

Mercado Pago 

Clientes da conta Mercado Pago, ligada ao Mercado Livre, já podem efetuar compras de maneira parcelada pelo PIX. Lembrando que a novidade pode ser usada por quem tem uma linha de crédito pré-aprovada na instituição que tenha um valor igual ou superior ao da compra.

É possível parcelar as compras em até 12 vezes e o valor mínimo para utilização do serviço é de R$15.

O serviço também possui tarifas que partem de 2,5% ao mês e variam segundo o histórico financeiro de cada cliente. Vale ressaltar que aproximadamente 20% de todas as transações efetuadas no Mercado Pago acontecem via PIX.

Quem tem interesse em pagar através da novidade deve selecionar como forma de pagamento o “QR PIX”, tanto para compras realizadas pela internet no Mercado Livre ou em compras físicas de vendedores que utilizem maquininhas de cartão do Mercado Pago.

Ao escolher esta modalidade, será gerado um QR Code e o usuário irá fazer a leitura dele com a câmera do celular. Depois, o valor das parcelas será debitado mensalmente da conta do usuário.

PicPay

Por fim, saiba que a carteira digital PicPay começou a oferecer uma nova maneira de utilizar o PIX. A partir de agora, os usuários poderão utilizar o limite do cartão de crédito para fazer um PIX. Essa nova funcionalidade vai ajudar as pessoas que precisam fazer um PIX em determinado momento e não possuem dinheiro na conta.

Além disso, os usuários podem parcelar o valor da transferência em até 12 vezes. Aqui, o limite do seu cartão se torna saldo na carteira e depois automaticamente o PIX é efetuado.

Utilizando a novidade, os clientes do PicPay pagam o valor dentro da fatura, podendo parcelar. Para ativar o pagamento através do cartão de crédito, é preciso digitar o valor desejado, desabilitar o saldo como forma de pagamento e selecionar ou adicionar um cartão.

Outro ponto positivo é que o processo é bem simples. O limite que cada cliente possui no cartão de crédito pode virar saldo na conta digital do PicPay, para que ele possa fazer transferências. Assim, o valor só será pago na fatura.

Gostou da dica? Deixe o seu comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.