CPF Suspenso – Como Regularizar o CPF

O CPF Suspenso é um problema que vem se tornando um empecilho muito importante para os dependentes de programas sociais do Governo.

Em especial, aqueles com a condição não conseguem se inscrever com sucesso na solicitação do Auxílio Emergencial, tornando mais difícil o cumprimento da quarentena exigida por Lei.

Como todos sabem, o CPF é um documento imprescindível, obrigatório, individual e intransferível para todo e qualquer cidadão em território brasileiro. Sem ele, o cidadão está impedido de realizar solicitações novas e cumprir, adequadamente, com suas obrigações deferidas por Lei.

No entanto, sua obrigatoriedade é definida apenas àqueles considerados independentes, ou seja, maiores de 18 anos que precisam decidir entre seus estudos, trabalho e, ainda, cumprir com suas obrigações eleitorais.

Por isso, vamos conversar um pouquinho sobre como o CPF Suspenso pode ser um problema tanto para maiores quanto para menores de idade e como consultar e resolver o problema.

Por que o CPF Suspenso é um Empecilho? Posso deixar pra lá?

Uso do CPF em serviços públicos federais - Andrade Silva

CPF Suspenso – Como Regularizar o CPF (Foto: Reprodução Veja)

O CPF é um documento comprobatório auxiliar de identidade ligado à Receita Federal.

Tecnicamente, é através dele que você “existe” e pode ser considerado um contribuinte da Receita Federal e quem sabe um futuro beneficiário.

Com o CPF Suspenso ou a ausência dele, você fica impedido de:

  • Acessar ou criar cadastro em contas bancárias ligadas ao CPF (como é o caso da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, principalmente);
  • Se inscrever na faculdade ou prestar exames de admissão;
  • Retirar ou validar sua reservista do exército militar;
  • Pedir crédito;
  • Tirar passaporte;
  • Participar ou se cadastrar em concursos públicos; e
  • Receber benefícios do Governo (entram aqui não só o Bolsa Família, mas, também auxílios doença, aposentadoria, o recente emergencial ou salário maternidade);

Por isso, é muito importante verificar a situação cadastral de tempos em tempos antes de fazer solicitações do tipo.

Mas, atente: estar com o CPF Suspenso e ter o nome sujo são duas coisas diferentes.

Até porque num primeiro caso você fica impedido de utilizar seu CPF por qualquer que seja a razão e, no segundo, apenas restrições de crédito foram ligadas à ele por alguma inadimplência.

É possível consultar meu CPF online?

Receita ensina a regularizar o CPF por e-mail

CPF Suspenso – Como Regularizar o CPF (Foto: Reprodução Blasting News)

  Sem sombra de dúvidas. Inclusive, antes de ir atrás da resolutividade do seu problema, é sempre bom consultar se seu CPF está mesmo, de fato, suspenso.

Caso ele esteja irregular por alguma  razão financeira, você vai precisar ir atrás de empresas credoras e fazer acordos se quiser continuar recebendo auxílios governamentais.

Com a chegada do Auxílio Emergencial, na verdade, acordos têm sido realizados praticamente todos os dias para aqueles que pensam em recebe-lo e, felizmente, com condições viáveis e postergadas pra primeiro pagamento em até três meses.

Caso ele esteja classificado como “suspenso”, será necessário entrar em contato com a Receita Federal.

Mas, primeiro, antes de entrar no assunto e discutir o que fazer, o ideal é realizar a sua consulta.

Para isso, você vai precisar entrar no site da Receita Federal e fornecer seu número de CPF e data de nascimento, como manda abaixo.

CPF Suspenso – Como Regularizar o CPF (Foto: Reprodução da Receita Federal)

Depois de validado o Captcha, clique em “Consultar”.

Como resultado, o site mostrará seu nome atualizado segundo a plataforma, data de nascimento, situação cadastral, data de inscrição e código verificador.

A página pode ser impressa, mas, não substitui o Comprovante de Inscrição do CPF, que também pode ser consultado tirado online para impressão clicando aqui.

O que eu faço se constatar CPF Suspenso?

Projeto Aton indicia 100 pessoas por uso indevido de CPF para ...

CPF Suspenso – Como Regularizar o CPF (Foto: Reprodução da Receita Federal)

 

Caso seu CPF seja constado como Suspenso, você vai precisar dar entrada em um Pedido de Regularização do CPF.

Para entrar com a ação, é necessário preencher todos os campos do formulário em branco (incluindo Título de Eleitor) e enviar, como demonstrado abaixo.

CPF Suspenso – Como Regularizar o CPF (Foto: Reprodução da Receita Federal)

No entanto, caso você faça parte do grupo que ainda não tem o Título de Eleitor, vai precisar comparecer à um polo presencial bancário.

Isto é, será necessário comparecer a uma agência do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios.

Nesse caso, para remover a suspensão do seu CPF, pode ser cobrada uma taxa mínima de R$7,00 ou máxima de R$20,00, a depender da localidade.

Em caso de menor idade, será necessário que o responsável compareça com identidade e CPF (em situação regular, preferivelmente), comprovante de residência e certidão de nascimento.

Já em caso de tutela ou guarda parcial, um comprovante também será requisitado para concluir a solicitação.

Mas, atente para o seguinte: caso sua situação cadastral esteja considerada irregular e não suspensa, é melhor repensar o processo e entrar em contato com seus credores ou qualquer que seja a empresa que tenha lhe aderido a irregularidade.

Você também consultar o Serasa Consumidor e criar um cadastro para mais informações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.